quarta-feira, 9 de setembro de 2009

FRUSTRADOS...

Há pessoas que, como não conseguem brilhar por si mesmas, dedicam-se a falar mal dos outros gratuitamente, tentando ofuscar o brilho deles.

O sentimento de frustração destes tristes atinge tamanha proporção que nem se dão conta que nem todas as pessoas para quem falam são parvas, e que algumas têm capacidade suficiente para fazer as adequadas avaliações.

Em tempos de crise, ainda mais agravada para essas pobres mentes, podem poupar nas palavrinhas para comigo, uma vez que esses discursos não pegam.

Só não consigo discernir muito bem o sentimento que me provoca esse tipo de gente: não sei se me dão pena ou se me metem nojo...

Abraço/beijinhos

21 comentários:

Erica disse...

Como eu compreendo muito bem essa situação... Ha quem se dedica a falarem mal, outros a tratarem mal ... Más não me parece ser apenas frustração. Trata se de não gostarem de si mesmo, por isso quando falam de um de outro ... estão a relatar as suas triste vida... Não me parece que possamo sentir nojo de pessoas como essas...mas sim pena... porque realmente... não estão bem consigo mesmo... nem nunca irão estar

Bruno disse...

A mim metem-me nojo...

Solteira de Salto Alto disse...

Eu desprezo esse tipo de pessoas.

S* disse...

Gente idiota e oportunista. Frustrados. Dispensam-se.

Olhos Dourados disse...

E tens razão!

Violet disse...

E não é quem me tem acontecido o mesmo (Vê lá tu que ainda andam a comentar o post da Kitty e da Pandora, escritos em 1900 e troca o passo)? Faço questão de aprovar os posts referidos e de não lhes responder directamente. São prova da imensidão da sua infelicidade, miséria intrínseca e pobreza de espírito ... Que quem insulta blogs alheios das duas uma: ou é não é boa gente ou tem falta do que fazer na vida!!!

Fada disse...

You're back!!! :D

Beijitos

(Deixa lá, nem pena, nem nojo: indiferença basta...)

Shakti disse...

Não sei porque mas assino por baixo tudo o que aqui dizes...

bj

Lua disse...

Confesso que essa é uma situação que me é próxima e frequente nos dias que correm.
Quotidianamente vemos pessoas que transmitem as suas frustrações das mais variadas formas. A mais recorrente é dizerem dos outros e aos outros aquilo que eles pensam de si mesmos (curiosamente ainda hoje tive uma conversa sobre este tema!).

Os Seres Humanos (ou alguns deles)podem ser momentâneamente influenciáveis mas não são eternamente ignorantes.

O post muito...viperino mas com muito estilo! Gostei (gosto sempre!)

Beijo Grande!

lilipat2008 disse...

Percebo o que dizes e a mim metem-me mesmo nojo, porque só quem não tem um mínimo de personalidade é que faz isso...
bjitos

Sayuri disse...

Bem...isso anda mesmo mal aí para esses lados, hein?

Green Eyes disse...

Indiferença talvez...

Mas infelizmente ainda há por aí quem lhes dê ouvidos.
Enfim...

Bjs

Não percas tempo com eles ;)

Buxexinhas disse...

Esse tipo de pessoas para se sentirem superiores precisam de inferiorizar os outros.. Têm uma auto-estima tão baixa que fazem esse tipo de mesquinhices... enfim... beijinho

xxxx disse...

Essa gente não merece que percas o teu precioso tempo com elas! Ignorás, simplesmente. Não é fácil, mas consegue-se.
Amanhã o dia vai correr melhor.
beijinhos e um bom dia!!

★ Aralis ★ disse...

...Ois!

De facto, infelizmente, todos temos pessoas dessas na nossa vida. Eu tento que me passem ao lado e não sentir nada por elas é o melhor pois, é dar-lhes demasiada importância.

Jokas doces e seja bem retornado ao meu espaço.

Hyndra disse...

Eu acho-lhes piada! Leia-se piada no sentido de me apetecer rir na cara deles e não piada de lhes achar tanta graça que seria capaz de reproduzir esse tipo de acções!

Sílvia disse...

Eu percebo-te e sinceramente? A mim metem-me nojo...

Histérica disse...

Acho que nojo seria uma sensação mais apropriada...


P.S.: os momentos histéricos deixaram de existir mas a Histérica continua a escrever, só que em outro blog!

;D

Complica(da) disse...

Para ser sincera, também não sei que sentimento me provocam...mas sei que o mereçem: desprezo!

Helena Mendes disse...

O melhor a fazer é mesmo ignorá-las. Essa "gente" nem sequer merece que tenhamos qualquer sentimento por elas...

Paula disse...

Eu gostava de dizer sinceramente que não me afecta... mas estaria a mentir! A partir da 2ª, 3ª vez, afecta, entristece, acima de tudo!