terça-feira, 30 de dezembro de 2008

FELIZ 2009

Quero desejar umas boas saídas de 2008 e umas melhores entradas em 2009 a todos aqueles que vistam este meu espaço. Desfrutem da passagem de ano da melhor maneira e bebam uns copitos por mim - mas só se não conduzirem-, se possível uns bagacinhos como o da foto.

Brincadeirinha. Eu até nem gosto de bagacinhos destes... Só de outros!

Espero que 2009 vos traga muita saúde, alegria, amor e tudo aquilo que ambicionarem.

Um Feliz 2009 para todos e... um Glorioso 2009 para a maioria! (Mais uma brincadeirinha sem maldade!!!)

Abraço/beijinhos

domingo, 28 de dezembro de 2008

ESTOU DE MOLHO...

Tinha feito referência, no último post, a que melhores dias viriam. Infelizmente, não foi o que sucedeu no imediato. Pelo contrário...


Sexta-feira à tarde, depois da minha última passagem pelo blog, fui com o Bolacha, um amigo de infância, que se encontra no estrangeiro por motivos profissionais e aqui veio passar o Natal, tomar, finalmente, um capuccino à Starbucks de Belém (já lá tinha ido antes, mas tinha desistido de entrar face à fila...).


Ficámos na esplanada e estava tudo normal. Boa disposição, sol e umas moreninhas a passar!!! Portanto, correu tudo bem. Contudo, à hora de jantar comecei a sentir a garganta diferente e algum frio... Pois é, aí estava ela: a maldita gripe!

Como é hábito dizer-se "até ao lavar dos cestos é vindima". É bem verdade. Pensava que ia passar incólume durante este ano e afinal sou surpreendido pela doença na derradeira semana de 2008!

Agora estou doente e a dar em 'doido' fechado em casa (nos últimos três dias estive fora de casa apenas 2 horas e meia!), se bem que poderia ser pior se o tempo estivesse mais apelativo. Custaria mais. Ontem fiquei quase todo o dia no sofá, embrulhado num cobertor a ver filmes. Ah, e a comer doces!!! Pelo menos, não perdi o apetite...

Hoje acordei um pouco melhor do que ontem, mas o programa das festas mantém-se - exceptuando a parte dos doces. Espero ficar bom rapidamente, caso contrário corro sérios riscos de entrar em 2009 com a minha sanidade mental gravemente afectada!!!

Abraço/beijinhos

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

E LÁ SE FOI MAIS UM NATAL...

Mais um Natal se passou. Confesso que este talvez tenha sido aquele em que menos estive imbuído no espírito natalício, por diversas razões. Para mim, esta época é cada vez mais igual a todas as outras do calendário.

Não preciso desta quadra para me lembrar, de coração, dos que me são queridos, faço-o no decurso do ano e não apenas durante dois ou três dias em que toda a gente, ou quase, o faz, por sentimento ou para ficar bem na fotografia...

Acima de tudo, o Natal é o expoente máximo das festas para as crianças, proporcionando momentos de pura magia aos mais pequenos, sobretudo aos que ainda acreditam na mítica figura do Pai Natal. Na minha óptica, o principal condão desta quadra é mesmo fazer sorrir as crianças, algo que não tem preço!

Depois - e para os que são gulosos como eu -, é uma época excelente para nos enchermos de doces, a ponto de não os podermos ver mais à frente durante algum tempo! Sejam eles os tradicionais doces da quadra ou outros que nos enchem as medidas...!!!

No restante, para mim, o Natal é como os outros dias. A estupidez humana não se pode desligar da ficha; há a alegria dos nascimentos e a tristeza das mortes e à noite os sem-abrigo continuam vasculhar nos caixotes a transbordar de lixo... à luz dos enfeites de Natal!

Talvez um dia, se tiver a felicidade de ser pai, volte a viver o Natal com outra intensidade... Por agora, vivo-o com a alegria que tento colocar em todos os dias da minha vida, apesar das adversidades. E neste Natal, bem como ao longo do ano, foram algumas... Melhores dias virão, com toda a certeza. Até lá, há que sorrir para a vida para ela também sorrir para mim!

Abraço/beijinhos

domingo, 21 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!

O tempo tem sido curto nos últimos dias e, por isso, tenho andado ausente das lides bloguistas. Hoje 'apareci' apenas para desejar um Feliz Natal a todos aqueles que vão passando aqui pelo Aquele Bagacinho.

Espero que passem esta quadra com muita paz, saúde, na companhia dos que mais gostam e, se possível, com algumas prendas no sapatinho!

Feliz Natal a todos!

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

UM AMIGO E "RIVAL"

Tinha prometido para esta semana um post dedicado ao vencedor do meu jogo. Venho então cumprir a promessa e atribuir então o prémio de jogo! Neste caso, a expressão adequa-se perfeitamente, uma vez que o vencedor, que aqui se identifica como DL é o meu amigo Diogo Luís, futebolista do Leixões, equipa que, como já todos sabem, não me traz as melhores recordações!!!

Quem diria, quando há oito anos o José Mourinho o lançou na equipa principal do meu Benfica, que aquele camisola 36 do Glorioso que eu incentivava no estádio e via pela televisão viria a tornar-se num dos meus melhores amigos...

Já te conheço há mais de cinco anos e continuas igual a ti mesmo. És, sem dúvida, um grande amigo, sempre disponível para ajudar e dar aquele moralzinho quando preciso. Mas a tua imagem de marca é essa boa-disposição inigualável que te caracteriza. Claramente. És o king da risada! Apesar de algo garganeiro com os microfones (tu percebes onde quero chegar)!!!

Infelizmente, agora andas pelo Norte e nem sempre é possível tomar aqueles cafezinhos míticos, mas para o mês que vem tratamos disso aí por Matosinhos. É desta que aí vou. Está prometido publicamente!

Acresce registar que 'amigos, amigos, jogos à parte'. O Diogo é o meu grande rival a jogar damas no msn e fica doido quando perde. Já nem dorme!!! Como bom amigo que sou, tenho que zelar pela sanidade mental do rapaz e deixá-lo ganhar muitas vezes, não é?

Além de usar bem a cabeça a jogar damas, aqui o b....... (alcunha não revelada, mas conhecida por um núcleo duro) também anda a surpreender com umas cabeçadas repletas de nível dentro das quatro linhas. Para ti, amigo, e como sei que não chegaste a ver aquele teu golinho na tv, aqui fica uma surpresa com algo que encontrei no youtube (ver entre o 1 min e 14 segs e 1 min e 26 segs).

Espero que tenhas gostado, aquele abraço

PS - Em breve espero dar cabo de ti no Buzz!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

SINAL VERMELHO!!!

O cinismo, a hipocrisia, a falsidade, o egoísmo, a falta de carácter e de personalidade são cada vez mais evidentes nas pessoas de hoje.

Escrevo este texto baseando-me numa situação que presenciei. Claro que, infelizmente, já visionei mais filmes destes de baixa qualidade... Mas foi este caso concreto que me levou a partilhar estas linhas de hoje com todos vocês que por aqui passam.

Pergunto eu: Por que raio as pessoas têm necessidade de falar tão mal das outras? Ainda por cima de supostas 'amigas'... Para quê inventar mentiras? E qual a razão de se tentarem vitimizar? E de sorrirem falso às outras pessoas quando as 'rasgam' nas costas?

Não estou para levar com 'queixinhas' que são fruto de ficções de nível rasco! Não contem comigo para esses jogos... Prefiro mesmo duas balizas e uma bola!

Mediante isto, o que fazer? Ocorrem-me três possibilidades:

a) Escrever ao Pai Natal e pedir-lhe para não trazer mais máscaras para a colecção destas pessoas e esperar que as que usam caiam;

b) Ter pena destas coitadinhas por serem vítimas delas próprias, terem uma personalidade artificial e não saberem o que é saborear um sorriso na plenitude;

c) Fazer-lhes uma cruzinha, acender-lhes uma velinha ou levantar-lhes uma bandeirinha e pô-las 'fora-de-jogo', como preferirem.

Opto por usar a tripla. Erros são uma coisa, princípios, ou falta deles, são outra. Sinal vermelho a estas atitudes. E sempre fechado... Assim, e como se dizia num célebre concurso televisivo: "És o elo mais fraco. Adeus!".

Abraço/beijinhos

domingo, 14 de dezembro de 2008

PARA LER E REFLECTIR...

A Pandora lançou-me o desafio de apresentar aqui a quinta frase da página 161 de um livro à minha escolha. Vou aceder ao desafio, mas transformando-o numa sugestão e num apelo à vossa reflexão.

Optei então pelo "O Livro do Homem", de Osho, o último que li. Para quem nunca ouviu falar deste senhor, tratava-se de um pensador indiano que dava palestras acerca de diversas temáticas da vida, das quais muitas foram passadas a escritos. Não obstante discordar de algumas das suas teorias, gosto muito de o ler. Faz-me pensar!


Neste "O Livro do Homem", Osho fala do homem nas mais variadas facetas: pai, marido, namorado, amigo, etc... Aconselho-o a todos os meus leitores do sexo masculino. Mas calma, há para o menino e para a menina!!! Existe também "O Livro da Mulher" e, se for tão interessante como o da versão masculina, vale a pena, caras amigas!

PS - Vou ter agora uns dias mais complicados até ao Natal. Por isso, não sei se vou conseguir ter disponibilidade temporal e mental para passar pelos blogs que costumo ler, bem como responder aos comentários que aqui recebo. As minhas desculpas... Depois do Natal, tudo regressará à normalidade. Prometo! Não vou deixar de ir postando, podem continuar a aparecer pelo meu 'cantinho'. São sempre bem-vindos!

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

O ATLETA OLÍMPICO... DA TRETA!

Não gosto que me queiram fazer de parvo, fico chateado. Acho que ninguém gosta. Mas quando querem fazer de mim mega-parvo, aí já não reajo da mesma forma! Não fico irritado, pelo simples facto de que não me vou chatear com uma pessoa que aumenta a minha boa-disposição por me fazer rir! Não é?

Estava eu no café e um amigo de uma amiga ouve-me dizer que tenho o hábito de correr. Então ele perguntou-me se podia vir comigo, quando eu fosse, pois também queria ir correr. Por mim, ok.

Passados uns dias lá fomos nós. Antes de começarmos, ele disse que tinha parado com o desporto há algum tempo e, como eu queria correr ao meu ritmo normal, aconselhei-o a ir a um ritmo mais baixo do que o meu. Mas ele rejeitou. Disse que ia acompanhar-me.

Ora, se ele não estava habituado, vi logo que o gajo era 'doido' e que ia 'morrer' facilmente. Mas ok, como diz o ditado, "quem se mata pelas suas mãos nem pela alma se lhe reza"! Após seis minutos de corrida, durante os quais a respiração dele parecia querer competir com o motor de um Fórmula 1 em termos de sonoridade, ele disse-me "tu dás-lhe muito. Não aguento mais". Eu bem que tinha avisado. Sem dúvida que ele podia ter feito um treino mais produtivo se me ouvisse e se fosse mais humilde.

Passado uns três dias dias, encontro-o no café e pergunto-lhe: "Então quando vamos correr outra vez?". "Agora não posso ir correr, tenho andado a sair mais tarde do trabalho...", respondeu ele - o curioso é que estava sempre no café ao final da tarde!

Mas o mais engraçado veio a seguir. Sem lhe perguntar nada, ele saiu-se com esta: "Ontem fui correr com o meu cunhado. Corremos 50 minutos sempre a dar-lhe forte e feio." Uau, mas que grande evolução! Batam palmas, exultem, meus amigos! Nem o Carlos Lopes no seu auge faria um progresso tão supersónico... Que grande atleta nacional, um desperdício enorme não ter ido a Atenas representar o nosso País!!! Nem lhe respondi, contive as gargalhadas e só me apetecia dizer-lhe que eu era o verdadeiro Pai Natal para ver se ele acreditava!

Será que ele ao dizer-me que, em dois dias, passou de seis para 50 minutos, queria fazer-me de burro? Não, não creio. Acho mesmo que ele, como não o conhecia bem, apenas quis revelar-me que é grande tangas e uma pessoa que não prima pela inteligência. Conseguiu-o eficazmente e convenhamos que não era fácil fazer melhor! Está de parabéns, sim senhor... Mais um aplauso para ele, meus amigos!

Por que será que muitas pessoas não procuram evoluir para serem cada vez melhores, nas mais diversas áreas? Por quê quererem ser as melhores em tudo, ou pelo menos fazerem passar essa ideia? Depois sentem-se inferiores. Estupidamente. A principal competição é individual. Só competindo connosco mesmo é que podemos evoluir. Ser melhor hoje do que ontem é a ideia e o caminho. Pena de quem não o sabe!

Nesta situação concreta, é caso para dizer que mais rapidamente se apanha um mentiroso do que um atleta fraquinho... Ainda mais rápido do que a um coxo! Sobretudo quando ele, praticamente, pede para ser apanhado!!!

Abraço/beijinhos

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

RESPOSTAS E RESULTADOS DO JOGO

Prometido é devido. Depois de um 'post' que gerou muita confusão em algumas cabeças desligadas do mundo da bola, cá estou para anunciar as respostas correctas do "Jogo dos Gostos", bem como o top da classificação.

Aqui ficam as revelações:

1 - Os desenhos animados da minha vida foram...
c) Tom Sawyer (Também gostei dos do Dartacão e do Garfield, mas os do Tom Sawyer foram, sem dúvida, os preferidos. Ainda hoje, quando a minha afilhada vem cá a casa, por vezes vejo com ela. Mais tarde, conheci também os Simpsons e ainda agora adoro de ver.)

2 - A produção portuguesa que mais curti foi...
c) Duarte e Companhia (De longe! Quando calho a apanhar na RTP Memória, gosto muito de recordar.)


3 - A minha série preferida de sempre é...

d) Seinfeld (Simplesmente fantástico! Deixo-vos aqui uma cenazinha apenas para rirem um pouco.)

4 - O filme que mais gostei foi...
a) Braveheart (Apesar de gostar de todos os que apresentei na lista, e muitos mais, este destaca-se ligeiramente.)

5 - Os Guns N´Roses são a minha banda de sempre. A minha música de eleição é...

b) November Rain (Gosto de todas, mas desta particularmente mais um pouco. Talvez o facto de ter nascido em Novembro também contribua inconscientemente para isso!!! Acho fantástica! Aqui fica para quem quiser ouvir.)

6 - O cantor português que mais aprecio é o...
a) João Pedro Pais (Aqui fica um post que fiz há uns tempos.)

7 - Tirando o Futebol e o Futsal, o desporto que mais gosto de praticar é...
c) Ténis (Muitos optaram pelo atletismo, muitos outros pela natação. É certo que pratico mais vezes atletismo do que ténis, mas se me perguntarem o que prefiro, respondo ténis! Simplesmente para jogar ténis nem sempre há parceiro ou tempo... Correr é mais prático e prefiro fazê-lo sozinho mesmo. Natação para mim é impossível fazer!!!)

8 - O meu número preferido é o...
c) 21 (Já repararam no e-mail do blog? - rolabola21@hotmail.com -Pois é, quem estivesse com atenção acertava nesta. E não, caros amigos, nada tem a ver com o Nuno Gomes, até porque não é dos meus jogadores de eleição. Além de ser o primeiro número que me foi atribuído na escola, é também a data de aniversário de alguém que já partiu e me diz muito. A partir daí, sempre que tenho que escolher um número, escolho o 21.)

9 - A minha zona predilecta para passear na cidade de Lisboa é...
b) Belém (A resposta está aqui.)

10 - O prato que mais me faz 'enfardar' é...
a) Arroz de marisco

11 - A sobremesa pela qual mais me 'babo' é...

a) Arroz doce (Como já perceberam, adoro arroz. Ainda não me debrucei a sério sobre esta hipótese, mas há fortes probabilidades de ter raízes chinesas, face ao meu gosto por este cereal! Sabiam que o meu blog esteve na iminência de ser o "arroz doce"? A sério! Não acreditam? Então leiam aqui.)

12 - As mulheres que mais me atraem são as...

b) Morenas (Convém registar que não são apenas as morenas que me atraem, mas, que me perdoem as outras, estaria a mentir se não dissesse que tenho uma pequena preferência por mulheres com essa característica.)

RESULTADOS:

O grande vencedor do jogo foi o DL, um dos meus melhores amigos, tal como o Bruno e o Chhina, que também aparecem entre os medalhados. A Raquel e a Maria João fizeram também uso da amizade que nos une e aparecem também no topo. Todos estes partiam em vantagem em relação aos amigos bloguistas, é certo, mas outros houve que também dispunham dessa vantagem e não a aproveitaram.

Medalha de ouro: DL - 11 respostas certas
Medalha de prata: Bruno e Maria João - 10 respostas certas
Medalha de bronze: Chhina e Raquel Barros - 9 respostas certas

De entre os amigos bloguistas, a Green Eyes e a Pandora ficaram na linha da frente, ambas com 8 respostas correctas. Nada mau para quem me lê há pouco tempo...

Parabéns a estes e a todos os que alinharam na brincadeira. Obrigado pela vossa participação. O prémio ao vencedor será um post em homenagem dele a publicar para a semana!

PS - Tive mais participações do que esperava, só é pena que faltasse uma determinada participação... Adiante, right?

Abraço/beijinhos

domingo, 7 de dezembro de 2008

À VOSSA ATENÇÃO!

Como não sou egoísta, venho por este meio informar-vos que tomei conhecimento de uma promoção bastante apelativa nesta quadra natalícia.

Gostam de bananas? Se sim, desloquem-se ao supermercado mais próximo e não deixem de aproveitar esta deliciosa campanha das bananinhas da Madeira: pagam uma e levam seis!

Eu não desperdicei a oportunidade e garanto-vos que as bananas são mesmo docinhas!!!

PS - Obrigado aos participantes no jogo, apresento os resultados na terça-feira.

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

DESCUBRAM-ME E REVELEM-SE... UM POUCO!

Apeteceu-me fazer uma coisa diferente. Como tenho visto vários desafios por essa blogosfera, pensei também em criar um. O tempo está frio e espera-nos um fim-de-semana prolongado, pelo menos creio que para a maioria. Por isso, decidi inventar este desafio em forma de jogo. Fica baptizado como "O JOGO DOS GOSTOS".

OBJECTIVO: Conhecerem-me um pouco melhor e, em seguida, fazerem a mesma actividade nos vossos blogues para relevarem mais qualquer coisa sobre vocês. Tudo através dos vossos gostos e preferências.

REGRAS:
Como a dúzia é mais Barata, têm que responder a 12 perguntas. Escolhem uma resposta, em quatro hipóteses, para cada uma das 12 questões. Só há uma resposta correcta por pergunta. No vosso blogue, as 12 questões ficam, obviamente, à vossa escolha.

VENCEDOR: Será aquele que acertar mais respostas, mostrando que me conhece melhor.

PRÉMIO: Existe. Mas este é um segredo bem guardado, a desvendar apenas no final! Cada um pode definir a forma como vai atribuir o prémio.

RESULTADOS: As respostas correctas e a divulgação dos três lugares do pódio serão reveladas na segunda-feira, dia 8. Até lá, entrem na brincadeira! Joguem e divirtam-se!

O JOGO DOS GOSTOS

1 - Os desenhos animados da minha vida foram...

a) Dartacão
b) Garfield
c) Tom Sawyer
d) Transformers

2 - A produção portuguesa que mais curti foi...
a) Bocage
b) Casino Royal
c) Duarte e Companhia
d) Polícias

3 - A minha série preferida de sempre é...

a) Allô, Allô
b) Justiceiro
c) Prison Break
d) Seinfeld

4 - O filme que mais gostei foi...
a) Braveheart
b) Clube dos Poetas Mortos
c) Condenados de Shawshank
d) Trainspotting

5 - Os Guns N´Roses são a minha banda de sempre. A minha música de eleição é...

a) Don´t cry
b) November Rain
c) Sweet Child O´mine
d) Yesterdays

6 - O cantor português que mais aprecio é o...
a) João Pedro Pais
b) Jorge Palma
c) Paulo Gonzo
d) Rui Veloso

7 - Tirando o Futebol e o Futsal, o desporto que mais gosto de praticar é...
a) Atletismo
b) Natação
c) Ténis
d) Voleibol

8 - O meu número preferido é o...
a) 3
b) 13
c) 21
d) 33

9 - A minha zona predilecta para passear na cidade de Lisboa é...
a) Baixa
b) Belém
c) Benfica
d) Parque das Nações

10 - O prato que mais me faz 'enfardar' é...
a) Arroz de marisco
b) Arroz de pato
c) Bacalhau à Brás
d) Cozido à portuguesa

11 - A sobremesa pela qual mais me 'babo' é...

a) Arroz doce
b) Baba de camelo
c) Gelatina
d) Mousse de chocolate

12 - As mulheres que mais me atraem são as...

a) Loiras
b) Morenas
c) Mulatas
d) Ruivas

Espero que tenham gostado, fico então à espera de jogar nos vossos blogues. Votos de um excelente fim-de-semana prolongado para todos!

Abraço/beijinhos

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

"META-SE NA SUA VIDA!"

Ontem. Final da tarde, princípio de noite. Aproveitando o facto de não estar a chover, resolvi ir dar uma corridinha. Já sentia falta, depois de uns dias sem desporto, e estava por isso muito bem-disposto.

Saio de casa e cruzo-me no fundo do prédio com duas vizinhas, mãe e filha. Depois de dar as boas tardes, a mais nova, reparando que eu ia de calções, diz-me simpaticamente "bom treino". Logo no imediato, a mais velha tem uma intervenção que me deixou sem palavras: "Não faças essa barba, não...!".

Costumo fazer a barba dia sim, dia não, e na última semana desleixei-me um bocadinho e decidi andar assim mais uns dias. Agora, qual a legitimidade que aquela alminha tem para fazer um reparo às minhas opções de visual? Nenhum, pois claro!

Ficando melhor ou pior, isso fica ao critério de cada uma, não peço a ninguém para gostar... Se quiser ter, ou não, pêlos na cara, isso só a mim diz respeito! Mesmo que fique mal! E por falar em pêlos, lembro-me de quando essa vizinha tinha em casa uma amiga de quatro patas. Pois é, e eu nunca lhe disse "não limpes essa varanda que está cheia de caca de cão, não...!". Se ela queria ter a casa dela a transbordar de trampa, o problema era dela!

Mas por que raio as pessoas têm a mania de se meter na vida e nas opções dos outros? Olhem para elas próprias e respeitem os outros, sem ser preciso destas chamadas de atenção (na foto)! Haja paciência...

PS - Para quem ainda não viu o post antigo com esta imagem, aqui fica!

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O DESAFIO DOS SONHOS

Fui desafiado pela Aralis e aceitei. Mais tarde, lançaram-me o mesmo repto a Isa, a yargo e a sonhos/pesadelos. Aqui estou então a cumprir mais um desafio.

O 'jogo' consiste em revelarmos oito sonhos que temos e, em seguida, passarmos a 'batata quente' a outros oito bloguitas.

Ora aqui ficam então oito sonhos que tenho (os principais permanecerão no segredo dos Deuses. Sorry!)

1 – Ter sempre sonhos enquanto viver, por mínimos que sejam se chegar a velhinho. Já dizia o poeta que “o sonho comanda a vida”. Concordo.

2 – Partir com a noção que atingi os meus principais objectivos nos mais diversos campos e sem que ninguém me possa apontar o dedo com razão.

3 – Viver uma liberdade total. Utópico, eu sei, mas como estamos a falar de sonhos…

4 - Visitar alguns países e culturas diferentes. Destaco a Grécia e o Egipto como os principais exemplos.

5 – Assistir ao vivo a um jogo de futebol do campeonato inglês e a um jogo de basquetebol da NBA. Além da qualidade destes espectáculos ser normalmente alta, atrai-me toda aquela envolvência que os rodeia...

6 – Deixar de roer as unhas. Este vou concretizar de certeza, lá para 2050!!!

7 – Ser capaz de preparar uma refeição minimamente aceitável. Até hoje ainda não consegui! Mas vou conseguir brevemente, sem quaisquer dúvidas.

8 – Comer melão. Até agora, ainda não tive 'coragem'... Será que algum dia vou conseguir provar? E por falar em comer melão, lembrei-me de algo! (vejam tudo e espero que se divirtam)!

Vou quebrar a regra e não vou passar o desafio a oito bloguistas, mas, sim, a todos os que me visitam e que ainda não fizeram!

Nota: Um especial obrigado à Helena de Tróia por gentilmente me ter cedido esta foto.

Abraço/beijinhos

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

SÁBADO ACIDENTADO...

...DE MANHÃ


... E DE TARDE


Portanto, depois destes exemplos que aqui mostro, vamos lá a ter cuidado, senhores condutores! Espero não me deparar novamente com estes cenários infelizes neste fim-de-semana...

Lembrem-se que conduzir um carro não é jogar numa consola. Se for necessário utilizem calçado menos pesado ou, em último caso, façam um transplante cerebral!

Votos de um fim-de-semana prolongado seguro e com muito juízo para todos.

Abraço/beijinhos

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

PARABÉNS, MÃE!

Hoje é um dia muito especial para mim. A minha mãe celebra mais um ano, ainda por cima este é um aniversário muito especial: meio século de vida!


A imagem diz quase tudo, falta apenas acrescentar isto: "AMO-TE MÃE!"

Um beijinho e um abracinho para ti!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

QUE POBREZA FRANCISCANA...

Há duas palavras intrinsecamente ligadas a qualquer jogo. Seja de uma qualquer modalidade desportiva ou um mero jogo caseiro, como snooker ou setas, etc... A vitória e a derrota fazem parte de qualquer jogo, seja ele qual for. E já só falo em jogo, não me refiro sequer a competição.

Quem entra num jogo sujeita-se, por isso, a ganhar ou a perder. E quando se perde, sobretudo quando isso é recorrente, é absurdo cair no rídiculo de procurar arranjar sucessivas desculpas e retirar mérito ao(s) adversário(s). Irrita-me isso... É feio! Ainda para mais quando, em alguns casos, não está nada em jogo além de um mero divertimento.

Aqueles que não têm 'fair play', mas que, porventura, possuem uma alma a transbordar de complexos de inferioridade bacocos, fazem melhor figura se não entrarem em jogos. Não por perderem - umas vezes até podem ter a sorte de ganhar -, isso é irrelevante, mas pela atitude que denotam. Aí, sim, perdem verdadeiramente. E não para os outros. Derrotam-se a eles próprios.

Um jogo não vale só por encontrar vencedores e vencidos. O comportamento dos jogadores pode servir para muito mais além de um simples resultado. Pode dizer bastante acerca de quem joga. Num jogo, as pessoas dão-se a conhecer sem que se dêem conta disso.

As reacções que vêm do nosso fundo num simples jogo da treta serão as mesmas que mostraremos na batalha diária da vida. Nas pressões, nas derrotas e nas vitórias que encontraremos no dia-a-dia. As mesmas, sem tirar nem pôr!

Sem sabermos perder, nunca saberemos como trilhar o caminho da vitória. E assim vive muita gente frustrada e complexada... Pobres de espírito! A vida, tal como um jogo, faz-se de triunfos e desaires. Por que a vida também é um jogo...

Nota: Como já algumas pessoas comentaram este 'post' julgando tratar-se de uma situação do futebol, convém frisar que este texto não está relacionado com esse tema.

Abraço/beijinhos

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

FIQUEI FELIZ...

O mais valioso que levamos desta vida são os sentimentos e os contactos que temos com as pessoas. Até mesmo pessoas desconhecidas proporcionam-nos momentos de felicidade e satisfação. Vivi hoje duas situações que deixaram marca nesta sexta-feira solarenga.

Vou a um determinado sítio, quase especificamente, para me dedicar à leitura. Já não ia lá há algumas semanas e, visto ter tido tempo, fui lá tomar um café e ler um pouco.

É habitual ver por lá uma rapariga que está sempre agarradinha ao seu portátil. Há meses. Nunca tínhamos conversado. Até hoje.

É sempre bom quando comunicamos com alguém que tem algo para oferecer e que levanta questões capazes de nos fazer pensar... Ela teve essa capacidade. Agradeço-lhe por aquele tempo de partilha e fico à espera que o meu exemplo lhe tenha servido de estímulo a concretizar algo que gosta e que estava meio 'adormecido'. Fiquei feliz por aquele momento.

A segunda situação que vos vou contar é mais triste. Depois de ter tomado um café (mais um!) com duas amigas que trabalham perto do sítio onde almocei, quando ia a abandonar o local, ia à minha frente uma senhora.

Quando vou a passar por ela, senti que estava a chorar. Olhei para o lado e estava encostada à parede com as lágrimas a caírem-lhe pelo rosto que aparentava andar perto dos 50. Travámos então o seguinte diálogo:

Eu - A senhora está a sentir-se bem?
Senhora - Não, não me estou a sentir muito bem.
Eu - Está nervosa, quer que lhe vá buscar um copo 'de' água com açúcar?
Senhora - Não, não é preciso. Tenho que ir trabalhar e queria chorar tudo antes de entrar... Isto são coisas que eu tenho que resolver e que não tenho sido capaz... Obrigado por ter parado (e esboçou um sorriso).
Eu - Tenha calma e muita força. Seja o que for, tudo se resolve. Força!

Segui, então, o meu caminho e senti que aquele meu pequeno gesto de atenção a fez sentir melhor. Não tive dúvidas quando, já no meu carro, tive que parar em frente a uma paragem de autocarro. Estava lá a dita senhora que me reconheceu e acenou dizendo adeus, em jeito de gratidão. Fiquei feliz... Mais uma vez!

Abraço/beijinhos e votos de um fim-de-semana repleto de felicidade para todos vocês!

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

QUE RASGO DE INSPIRAÇÃO...

As discussões sobre futebol nos cafés são umas das características do homem português.

Presenciei, no outro dia, um dos muitos 'picanços' entre um benfiquista e um sportinguista que se passam por esse País fora. Mas convém realçar que se trataria de duelo registado de forma saudável... ou não fosse o tabaco!

Eles esgrimiam argumentos e o sportinguista estava em clara desvantagem e já quase sem palavras. Nesta altura do campeonato, o papel do 'lagarto' é mais complicado, mas deve salientar-se igualmente que este dava pouca luta...

Era de tal forma fraquinho que o benfiquista lhe deu a 'machadada final' quando decidiu acender um cigarro. Ao puxar do seu maço, o benfiquista reparou na marca: Águia. Então, apontando para o maço, virou-se para o rival e disse: "Somos mesmo grandes. Hás-de dizer-me onde há um tabaco do leão?".

Com esta tirada inesperada e triunfante, que não lembraria a nenhum amante de futebol, o benfiquista arrumou a questão. O sportinguista ficou ali a gaguejar e nem conseguiu responder. Assim, o benfiquista ficou a cantar vitória e eu fartei-me de rir com aquele 'remate' certeiro, com cheiro a 'frango' leonino!

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

TOP MAIS DAS MENOS

A música tem o poder de nos transmitir energia. É normal que, ao ouvirmos uma música que gostamos, possamos ganhar garra e uma boa disposição extra, por vezes até contagiante.

E quando o som que ouvimos não é do nosso agrado? Pois é, também nesta questão existe o 'reverso da medalha'. Há aquelas músicas que mexem com o nosso sistema nervoso e nos irritam profundamente.

Venho hoje partilhar convosco o top 3 das músicas capazes de me fazerem mudar de frequência com uma velocidade superior àquela com que o Luky Luke puxava do gatilho.

Aqui ficam:

Medalha de ouro - Adivinha o quanto gosto de ti (André Sardet)
Medalha de prata - Fazes muito mais que o sol (Tiago Bettencourt)
Medalha de bronze - Sagres (Luís Represas)

Algumas destas músicas também têm o condão de vos enervar? Convido-vos a revelarem o vosso top 3 neste escalão.

PS - Peço desculpa aos 'medalhados' e respectivos fãs, mas... Já que falamos de música, a combinação Popota-Tony Carreira é uma mistura explosiva. Não acham?

Abraço/beijinhos

sábado, 15 de novembro de 2008

A MINHA RICA CAMINHA...

Alguém na plenitude das suas faculdades mentais sai da cama, num sábado de manhã, para ir participar num jogo de futebol quezilento, onde 2/3 do tempo são passados em discussões e picardias?

A paixão pelo desporto e pelo futebol, em particular, faziam com que habitualmente dormisse pouco nas noites de sexta para sábado. Levantava-me cedo, mas fazia-o de bom grado para ir dar uns pontapés na bola.

No entanto, durante a partida desta manhã, e pegando no exemplo do anterior 'post' musical, só me apetecia dizer: "as saudades que eu já tinha da minha cama quentinha..."! Que jogo fraco... miserável mesmo!

Desta forma, no próximo sábado, o melhor que faço é dormir mais um bocadinho e praticar outra modalidade.

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

REPTO ACEITE

A bloguista Isa no God... Make me good... But not yet!! desafiou-me e aceitei entrar na brincadeira.

O desafio consite em:
1 - Publicar uma foto pessoal;
2 - Escolher uma banda ou um(a) cantor(a);
3 - Responder a umas pequenas questões com base em títulos de músicas da banda ou do(a) cantor(a) escolhido no ponto anterior;
4 - Desafiar outras quatro pessoas e intimá-las a responder.

Assim sendo, aqui vai:

1 - Como é uma foto pessoal e não uma foto tipo passe, escolhi esta para salvaguardar qualquer choque repentino nos meus nobres leitores!


2 - Guns N'Roses

3.1 - Sou homem ou mulher? Mr.Brownstone (atenção que esta resposta não está relacionado com o consumo de qualquer coisa...)

3.2 - A minha descrição: Sou um dos Nice Boys (Os meus amigos podem fazer o favor de serem puxa-saco e confirmar!)

3.3 - O que as pessoas acham de mim? You're crazy (Tenho os meus momentos de maluquice como toda a gente, há piores que eu, garantidamente!)

3.4 - Como descrevo o meu último relacionamento? Civil war (Mas foi uma 'guerrinha' pacífica que não provocou feridas nem rancores.)

3.5 - O estado actual da minha relação? Qualquer single serve... (Podem escolher vocês!)

3.6 - Onde queria estar agora? Paradise City (Quem não queria?)

3.7 - O que penso a respeito do amor? It´s so easy (A esta altura algumas pessoas que estão a ler, acabaram de verificar um dos meus momentos de maluquice! Ou não...)

3.8 - Como é a minha vida? Welcome to the jungle (É a minha e a da maioria de vocês! Apostamos?)

3.9 - Se pudesse escolher um desejo: Knockin´on heavens door (Não só bater à porta como também entrar!)

3.10 - Uma frase sábia: Don´t cry (Tentar levar a vida sempre a sorrir é meio caminho andado para sermos felizes...)

4 - Não desafio quatro pessoas, mas todas as que me visitam e também se dedicam aos blogs.

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

AQUELE GOLINHO!!!

Não tenho por hábito identificar pessoas neste blog, além de eu mesmo. Hoje, todavia, vou abrir uma excepção, para homenagear um amigo e mostrar o meu contentamento.

Venho partilhar no Aquele Bagacinho a alegria que senti ontem com aquele golinho!!! E não, não foi um golo do Benfica, foi um remate certeiro ainda mais valioso. Tratou-se de um tento de um grande amigo, David Caiado (Trofense).

Acordei com o pressentimento que o David ia marcar um golo no jogo da Taça de Portugal. Mandei-lhe um sms a dar conta deste meu 'feeling' e... à tarde, estava eu em casa no pc e a acompanhar os relatos dos jogos e pimba!!! Ele recebeu, rodopiou sobre um defesa e puxou do gatilho... Golo!

Só me falta adivinhar os números do Euromilhões!!! As lesões já lá vão e agora é sempre a abrir. Não tenho dúvidas de que mais grandes exibições e mais golos vão repetir-se!

Mereces, amigo!

Nota: Imagem fotografada do jornal 'A Bola'

Abraço/beijinhos a todos

domingo, 9 de novembro de 2008

SER BENFIQUISTA...

Depois de algumas críticas à minha condição benfiquista, fiquei curioso para saber as preferências clubísticas dos meus estimados visitantes. No entanto, parece que, afinal, a maior parte dos meus leitores partilha comigo o gosto pelo Benfica. O glorioso recebeu 53 votos na sondagem, precisamente metade do total dos cliques (106). Para aqueles que são apaniguados encarnados, aqui apresento o refrão do hino do nosso clube, a minha pequena 'prenda' para vocês!

"Ser Benfiquista
É ter na alma a chama imensa
Que nos conquista
E leva à palma a luz intensa
Do sol que lá no céu
Risonho vem beijar
Com orgulho muito seu
As camisolas berrantes
Que nos campos a vibrar
São papoilas saltitantes."

Espero que os que são aficionados de outros emblemas não tenham ficado irritados, depois de lhes ter dado música! Continuando. Tal como esperado, Sporting e Porto ocupam os lugares seguintes nesta sondagem. Os 'leões' obtiveram 26 votos e os 'dragões' conseguiram 19. Ou seja, mesmo juntos, somaram 45 cliques, menos 8 que o Benfica sozinho!

Académica e Vitória de Guimarães (2 votos), Leixões e Braga (1) foram os restantes clubes votados. Resta acrescentar que duas pessoas votaram na opção outro.

Agora digam-me, qual o vosso clube? E o que é ser do vosso clube?

PS - Obrigado pela vossa extraordinária participação. No próximo fim-de-semana colocarei uma nova sondagem. Até lá, podem mandar sugestões por e-mail.

Abraço/beijinhos

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

MAIS UMA ESTRANHA FOBIA!

Venho hoje encerrar o capítulo das fobias (vocês já devem estar mais que fartos do assunto). Para concluir o tema, vou falar-vos de mais uma fobia esquisita.

Na sequência dos 'posts' relacionados com esta matéria, muitos amigos me contaram as suas fobias. Quase todas são bastante vulgares. Mas uma é bastante estranha. Uma amiga minha revelou-me ter fobia de balões, mesmo daqueles com que as crianças gostam de brincar e não dos que andam no ar.

Não lhe faz confusão mexer em balões e, se for preciso, até os pontapeia na brincadeira. Porém, balões em mão de terceiros é que têm que ser evitados a todo o custo! O barulho característico dos balões quando lhes mexemos e a possibilidade de rebentarem provocam o pânico na rapariga. E, segundo consta, também nos nossos ouvidos!

Mais grotesca que esta, só mesmo a fobia que aqui referi no dia 1 de Outubro.

Abraço/beijinhos e votos de um bom fim-de-semana

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

UM MODELO DE LIMPEZA

No derradeiro 'post' gracejei com a hidrofobia. Hoje venho dar-vos a conhecer outra fobia relacionada com a água: a ablutofobia. E o que é isto? É o medo ou aversão exagerada que certas pessoas têm de tomar banho ou lavar-se.

Quem nunca sentiu, por exemplo nos transportes públicos, o odor de umas sovacadas 'banhadas' a perfume pacholi? Pois é, meus amigos, todos nós já nos debatemos com alguns sofrimentos nasais ao longo da nossa existência. Infelizmente...

Se algum sr.(a) ablutofóbico(a) me está a ler - e espero bem que não! -, veja, na imagem seguinte, que tomar banho não custa nada e sabe muito, muito bem. Este pardalito, que vi há uns dias, dá o mote às práticas higiénicas.

Sigam todos este exemplo! Os nossos narizes agradecem...

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A FOBIA DE UMA CERTA EQUIPA DE FUTEBOL

Hoje venho mostrar-vos que as fobias não passam ao lado no mundo do futebol. Certas equipas ganham determinados medos e depois isso vai traduzir-se nos maus resultados obtidos.

Tomei como exemplo um popular clube português, no qual, segundo o seu treinador, ganhar é tão normal como lavar os dentes. No entanto, parece que a sujidade se anda a acumular na boca, tal como alguns amargos, face ao número de derrotas consecutivas que a equipa tem averbado!

Alguns adeptos deste emblema têm criticado o treinador, outros optam por culpabilizar a direcção. Mas eu, verdadeiro amante da modalidade, não descansei enquanto não descobri onde estava o problema. E cheguei lá! A causa dos recentes desaires deste conjunto é de natureza psicológica e prende-se com as fobias. Esta equipa sofre de hidrofobia! Ou seja, tem medo de água.

Ora vejam: na semana passada, este clube foi afogado por uma formação que viajou do Estádio do Mar e, no último sábado, foi afundado numa batalha Naval! Parecem não restar dúvidas de que os banhos que a equipa tem levado lhe têm feito muito mal... E a culpa é da maldita água!

PS - Caros amigos que são adeptos deste clube, não se zanguem comigo! Vá lá... Foi apenas uma brincadeirinha sem maldade.

Abraço/beijinhos a todos os leitores e de todas cores!

sábado, 1 de novembro de 2008

CUIDADO COM AS ALTURAS!

Terminou a sondagem que aqui lancei, relativa às fobias. Primeiramente, quero agradecer aos 77 participantes. Obrigado, vocês são grandes!

Dos votantes, apenas nove (11%) disseram que não têm qualquer fobia. São, portanto, uns verdadeiros heróis, nos quais eu não me posso incluir...

"Quanto mais alto se sobe, maior é a queda". Esta máxima parece estar na mente de muitos visitantes deste meu espaço. A fobia pelas alturas ocupa o topo das votadas, com 24 cliques. Confesso que, se tivesse votado, faria parte deste grupo.

A ocupar um lugar no 'top 3' surgem de seguida as aranhas (19 votos) e os répteis (17 votos) - em relação à ultima também admito a minha fobia.

As restantes aparecem pela seguinte ordem: andar de avião (12 cliques), multidões e tirar sangue (9), ratos (8), cães e casamento (6), trovoadas e escuridão (5), cemitérios (4), elevadores, médicos e solidão (3), andar de mota, andar de barco, ficar solteiro(a), número 13 e sexo (2) - esta deve ter sido votada por brincadeira, se não foi o caso, espero que tenham sido homens a votar! -, e, por fim, gatos (1) - como não tinha foto melhor no meu arquivo, é esta última a ilustrar o post.

De salientar ainda que 11 pessoas dizem ter outras fobias que não constavam na lista. Em comentários, já aqui foram mencionados os palhaços (são mesmo os do nariz vermelho que estão no circo e não outros) e insectos.

Desafio, pois, aqueles cujas fobias não constavam do cardápio a revelarem as suas. Apelo também à vossa participação na sondagem que acabei de lançar. Uma vez que muita gente se queixou da minha condição benfiquista, fiquei curioso em saber quais os clubes por que torcem os meus distintos leitores.

Não me levem a mal se a vossa equipa preferida não figurar na lista. Obviamente, não podia colocar todas e optei apenas por aquelas que me parecem mais emblemáticas, com todo o respeito para com as restantes.

Abraço/beijinhos e votos de um bom fim-de-semana

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

UMA ESPÉCIE DE TREINADOR...

Já aqui revelei que sou um aficionado do desporto. Como tal, para além do futebol todos os sábados, é costume fazer umas corridinhas todas as semanas. Rara é a semana em que não corro, pelo menos, uma vez.

Ontem, estava naqueles dias em que tencionava ir correr, mas estava a deixar-me levar por aquela preguicite aguda que, muito esporadicamente, toma conta de mim. Para além disso, com a mudança da hora, fiquei privado de correr no sítio onde era usual fazê-lo, visto que lá ao final da tarde já não se consegue ver nada. No entanto, um súbito laivo de vontade fez-me superar a moleza e o frio.

Não gosto muito de correr no meio da estrada e dos prédios, mas também não me apetecia ir de carro para um sítio mais adequado. Depois, tinha igualmente que perder tempo nas filas de trânsito, com o suor a secar-me no corpo. Assim sendo, lá fui eu fazer-me à estrada.

Gosto de fazer desporto com boa intensidade, não significa que vá sempre aos meus limites, mas gosto de dar bastante de mim, uma vez que só assim a prática desportiva produz algum efeito e nos faz sentir realmente bem. Gosto de chegar ao fim e sentir que rendeu. Para andar ali a pisar ovos é preferível ficar quietinho no sofá!

Porém, ontem, uma estranha letargia conduzia a minha corrida. Estava muito aquém daquilo que podia fazer, quando, de repente, recebi um incentivo extra. Uns cinco minutos após ter começado, deparei-me, de repente, com um enorme cão preto de ar ameaçador. Ui, perninhas para que te quero...!

Certo é que aumentei o ritmo e já fiz o resto do percurso com uma intensidade satisfatória. Ontem, aquele cão solto fez-me soltar a mim! E a corrida rendeu, de facto. Não graças a mim, mas devido ao animal!

Aquele bicho daria, certamente, um grande treinador e merecia que, para a próxima, lhe levasse um ossinho! Obrigadinho e, apesar da boa corrida que me proporcionaste, espero nunca mais te encontrar, amiguinho de quatro patas!

Abraço/beijinhos

terça-feira, 28 de outubro de 2008

QUEM SOU EU? (Parte III) - O desafio

A bloguista Carol lançou, no Poetiz@r, um desafio a todos os que visitam aquele blog. O repto consiste em que os bloguistas se dêem a conhecer um pouco melhor. Confesso que prefiro que sejam os outros a falarem de mim e não eu mesmo. Até por que posso ser, de alguma forma, 'suspeito' para o fazer. Ainda assim, aceitei a proposta. Em seguida, fiquem com um bocadinho daquilo que eu sou.

1 - Seis coisas que gosto:

- As pessoas que gostam de mim (Não levamos nada de mais valioso desta vida do que os sentimentos, as emoções e os momentos que partilhamos com quem nos diz muito. Incluo neste lote os meus pais, a minha avó, alguns familiares, os meus afilhados e os meus amigos. Adoro-os a todos!);

- Conviver, estar na conversa e rir (Estar na 'palheta' é um dos meus hobbies favoritos. Na presença de pessoas que têm algo a 'oferecer', sou capaz de esquecer o relógio e perder-me no tempo durante horas a fio... A risada é o melhor remédio para todos os males. Adoro rir e fazer os outros sentirem-se bem ou, pelo menos, um pouco melhor. Às vezes sou um verdadeiro 'palhaço' e, sabem que mais, gosto de o ser!);

- Ler e escrever (Está à vista de todos, não preciso de dizer mais nada...);

- Comidinha da minha mãe (É caso para vos dizer, até choro... mas de contentamento! Tem um jeitinho...);

- Fazer desporto (Quem tem vindo a este meu cantinho, já se deu conta de que sou um viciado em desporto. Não consigo viver sem... Um benefício enorme em termos físicos, mas também do ponto de vista mental);

- O meu glorioso Benfica (Felizmente, não segui as pisadas do meu pai, sportinguista. Paizinho, desculpa lá, mas acredito, racionalmente, que esta época vai ser pintada a vermelho!).

2 - Seis coisas de que não gosto:

- Pessoas que não têm uma conduta assente no respeito, amizade, seriedade, autenticidade, verdade, humildade, frontalidade e nas suas próprias convicções (Portanto, aos falsos, aldrabões, convencidos, arrogantes, cínicos, mal-educados e influenciáveis faço-lhes uma cruzinha sem qualquer problema. Há mar e mar, há ir e não voltar...);

- Sentir que possa, eventualmente, estar a ser ignorado
(Fico fulo quando não me respondem a um sms, por exemplo);

- Não cumpram os compromissos que assumem comigo (Não importa se é o mais relevante assunto de trabalho ou se é um mero café... Palavra é palavra e é para honrar. Quando não se pode cumprir, avisam-se as pessoas. Deixar alguém pendurado é coisa muito feia!);

- Levantar da cama quando está chover
(Penso que esta é comum a todos nós);

- Multidões (Não se trata de uma fobia, mas prefiro estar em locais mais tranquilos);

- Trânsito (Adoro conduzir, mas por vezes andar aqui em Lisboa e arredores é um autêntico inferno. Perdemos horas e horas da nossa vida parados em filas. É stressante...).

3 - Seis coisas que me fazem sorrir:

- Estar na companhia daqueles que gosto
;

- Ajudar os outros (Ainda sabe melhor do que quando chego a casa depois de uma corridinha! É tão bom sermos úteis a alguém que precisa e que podemos auxiliar);

- Um sms inesperado de uma pessoa que goste;

- Conhecer alguém e sentir que, positivamente, valeu a pena
(Se não for pelo lado bom, fica, todavia, o ensinamento pelo lado negativo);

- Um golo do meu Benfica (E se for contra o Sporting e o Porto, não me faz apenas sorrir, mas rir à gargalhada!!!)

- Os vossos comentários no meu blog (Muito obrigado, têm muito valor para mim. Quem tem blogs compreende-me melhor);

4 - Seis coisas que me deixam triste:


- A pobreza e a fome
(É das coisas que mais me choca e comove. Há pessoas a esbanjar dinheiro por capricho e outras sem dinheiro para comprar sequer uma carcaça... Dá que pensar);

- A pobreza de espírito
(Ter dinheiro pode não ser sinónimo de não se ser pobre. Há pessoas que pensam que o mais importante da vida é o vil metal. Tenho pena delas. Que pobreza franciscana...);

- A injustiça
(Considero-me uma pessoa justa, ou no mínimo procuro ser, pelo que qualquer situação de evidente injustiça me deixa triste e até revoltado);

- Pensar muito no futuro
(Atendendo à actual conjectura em que vivemos, mais vale e ir pensando dia-a-dia, não esquecendo, porém, que existe o amanhã);

- A falta de personalidade e genuinidade de muita gente (Cada qual é como é, todos temos defeitos. Triste é as pessoas tentarem mostrar serem quem não são, por este ou aquele motivo... Os defeitos podem aceitar-se, a representação só se aceita no teatro e no cinema!)

- A perda de pessoas que amo (Sem dúvida é o que me deixa mais triste e a maior preocupação que tenho na vida).

5 - Seis coisas que me definem:

- Teimoso (Não confundir com casmurro! Se entender que as ideias dos outros são mais válidas, não tenho qualquer problema em dar a mão à palmatória );

- Um bocadinho orgulhoso (E confesso que devido a isso, em determinadas situações, já 'pagaram justos por pecadores'. Nada de grave, mas mil desculpas);

- Fiél aos meus princípios (Há quem me chame radical, discordo. Mas, para mim, há coisas intocáveis. Ponto final);

- Humilde
(Se calhar, para alguns, não fica muito bem dizer isto. Mas, caramba, se me pediram para falar sobre mim e se acho que o sou...);

- Autêntico (Quem gosta, gosta de uma verdade; quem não gosta que deixe à beira do prato... Mas orgulho-me de ser sempre 'eu' e nunca uma 'fotocópia' mal tirada da minha pessoa. Depois, os sorrisos amarelos também não são para mim, apesar de ter noção que quem os faz às vezes fica melhor na foto do que eu...);

- Divertido (Esta já todos vocês sabem, os que me conhecem e os que não me conhecem!)

E pronto, caros amigos, espero que me tenham conhecido melhor. Tentei ser o mais honesto possível, mas é natural que, sem querer, não o tenha sido... Quem me conhece bem pode dizer melhor do que eu. Espero que tenham gostado de ler e convido-vos a aceitarem o mesmo desafio.

Abraço/beijinhos

domingo, 26 de outubro de 2008

NÃO HAVIA NECESSIDADE...

Hoje tenho mais um texto que poderia bem encaixar numa categoria denominada 'para chorar'. Antes de mais, começo por mostrar-vos um papel que está afixado à entrada do meu prédio, deixando uma pergunta no ar: será que era preciso chegar a tanto?

Infelizmente, parece que sim. Realmente, não deveria ser necessário. Será que as pessoas não se tocam? Será que as pessoas não sabem o que é viver em comunidade, respeitando as normas básicas de civismo? Pelos vistos, nem todas...

Deveriam pensar que se gostam de viver na porcaria, há gente que não! Quando, por vezes, tenho que estacionar o carro nas traseiras do prédio, já me tenho deparado com certas coisas pouco agradáveis à vista e ao cheiro. Uma autêntica tristeza!

Mas não é tudo. Quem diria que ainda havia de experimentar, dentro do meu próprio prédio, a modalidade praticada pelo 'nosso' campeão olímpico Nélson Évora... Pois é, amigos, já por uma vez, no passado, tive que fazer salto em comprimento para conseguir chegar a casa sem pisar uma poça de urina de cão!

Não sei qual dos meus vizinhos afixou aquilo na parede, mas merece, inteiramente, as minhas felicitações! É bom ter vizinhos destes e não dos outros...

Abraço/beijinhos

sábado, 25 de outubro de 2008

EU E OS PRÉMIOS...

Fui durante as últimas duas semanas galardoado com alguns prémios por outros blogs. Naturalmente, isso constituiu para mim um motivo de grande satisfação, pelo reconhecimento do aqui faço. Agradeço, honestamente, a todos quantos me premiaram.

Não quero de forma alguma desvalorizar a opção das pessoas que me atribuíram esses prémios, nem o meu agradecimento, isso que fique bem claro. No entanto, a minha posição relativamente aos prémios é a de que isto dos blogs não é uma competição. E isso dá essa ideia, fazendo distinções entre blogs. Com essa filosofia dos prémios há sempre aqueles que ficam tentados a dizer "ah e tal, o meu blog tem mais prémios que o teu, é melhor que o teu e coiso e tal...". Vejo alguns blogs que mostram os prémios que lhes são atribuídos e, sinceramente, eu nunca iria por esses galardões no meu blog. Uma questão de opção. Cada um tem as suas e eu tenho a minha. Respeito a do outros, espero que respeitem igualmente a minha. Estou certo de que quem me premiou me compreenderá, assim como quem tem os prémios exibidos no respectivo blog.

Quero apenas satisfazer-me e satisfazer-vos com o que faço e satisfazer-me com o que vocês fazem. Portanto, se quiserem dar-me prémios desses, não esperem que eu retribua da mesma forma... Não o vou fazer. Não vou escolher x blogs e deixar outros quantos de fora, quando há vários a merecer a minha atenção e admiração. Respeito, mas tenho a minha ideia. Isto não é competição nem comparação entre blogs e bloguistas. Ponto.

Gostava, isso sim, de ter outro tipo de prémios vossos e o melhor que me podem dar é visitarem o meu cantinho e, se possível, comentarem o que aqui vou colocando. Do fundo do coração, esse é o melhor prémio que me podem dar e também o melhor prémio que vou oferecer a todos os blogs que gosto. E são bastantes. Vocês são muito bons!

PS - Está disponível uma nova sondagem, gostaria de contar com a vossa participação para descobrirmos quais as maiores fobias do pessoal. Desta vez, podem votar em mais do que uma opção, caso sejam megafóbicos!!! Um bom fim-de-semana para todos.

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

MUITA FRUTA E... IMAGINAÇÃO!

Ontem comi marmelo. Já há muito tempo que não tocava neste fruto e ontem, por acaso, a minha mãe resolveu comprar. Para mim, o marmelo nem precisa de ser cozido, marcha mesmo cru. Aliás, prefiro mesmo assim. Soube mesmo bem!

Não sei se todos os homens são apreciadores deste fruto, mas tenho a certeza de que qualquer macho que se preze é fã de outro tipo de marmelos e marmeladas! Se algum disser que não, só há duas hipóteses: ou é gay ou mente mais que o Pinóquio!

Realmente, e não sei a razão pela qual, na gíria este fruto é utilizado para designar o peito da mulher. Podia ser outro fruto redondo qualquer. Mas, pronto, são os marmelos a desempenhar esse belo e distinto papel. E ficam muito bem, sem dúvida. É muito mais poderoso dizermos marmelos do que laranjas, por exemplo!

Por falar em seios, algumas de vocês, ilustres leitoras, terão orgulho no vosso avantajado peito (definitivamente, à primeira vista é um grande chamariz para os homens); outras gostariam, certamente, que Deus tivesse sido mais generoso para convosco (mas não esmoreçam, visto que vocês valem mais do que um simples par de marmelos!).

Na situação que vos contar em seguida, a mulher enquadra-se no lote daquelas a quem o infortúnio 'bateu à porta'. Mas para terem bem a noção, convém realçar que esta tipa não foi mesmo nada bafejada pela sorte! Portanto, se a dita não for à missa aos domingos, o sr. padre lá do sítio não pode mesmo levar a mal... É que ela tem um forte motivo para colocar em causa a existência divina!

Imaginem agora que um homem e essa fulana se conhecem e estabelecem bons contactos. A coisa evolui favoravelmente e eles estão quase a chegar àquela famigerada parte doce feita de marmelos: a marmelada, pois claro! Estão a imaginar? Continuem então. Ora, no momento em que a senhora deixa o peito a descoberto, ela vira-se e diz: “Este é o meu calcanhar de Aquiles!”. Perante esta afirmação insólita, que não lembrava sequer à mulher do diabo, o homem desata a rir compulsivamente. Ainda estão a imaginar?

Amigas azaradas, já alguma vez vos passou pela cabeça dizer tal coisa? Amigos, também azarados, já imaginaram uma mulher dizer-vos isto? Agora, posso garantir-vos que isto aconteceu mesmo. A sério, ela disse mesmo aquilo. Posto isto, muitos de vós estarão, neste momento, a pensar: “Então, pah, mas como termina a história? Conta lá…”. Porém, desta vez, a título excepcional, deixo o final a cargo da vossa imaginação!

PS - Só quero salientar que não sou eu que entro neste filme!

Abraço/beijinhos

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

UM AUTÊNTICO ROUBO!

Já aqui falei no crescente índice de criminalidade em Portugal. Esse facto é uma evidência inegável. Eu próprio, infelizmente, pude constatar isso mesmo com os meus olhos. Fui vítima de um assalto! (Não se aflijam, caros amigos, está tudo ok!)

Um dos meus melhores amigos, que reside noutro local, veio passar o fim-de-semana a Lisboa e aproveitámos para colocar a conversa em dia numa esplanada situada num dos locais mais agradáveis da capital.

Um café para mim, um carioca de limão para ele, dois 'dedos' de conversa, intercalados por um cigarro... E assim tudo corria normalmente, até à parte em que fomos roubados!

A empregada aproximou-se de nós e, pura e simplesmente, assaltou-nos. Não, ela não chegou a gritar "mãos ao ar", nem nos apontou qualquer espécie de arma. Somente nos apresentou isto (ver com atenção esta imagem, de má qualidade, eu sei. Desculpem...).



Dois euros por um café? (Àquele preço, quase bebo quatro num sítio normal! Epá, um euro ali ainda aceitava, assim... que rombo!!!) Dois euros e meio por um carioca de limão? (Ainda por cima com a casca mal lavada...)

Ora digam lá se não fomos vítimas de mentes criminosas... Senti-me mesmo tentado a correr para a esquadra mais próxima e apresentar queixa!!!

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

E O BURRO SOU EU?

Há uns dias, assisti, pela televisão, a um desafio de uma modalidade desportiva que aprecio bastante. Não interessa revelar o canal nem o desporto em causa. O importante a saber é que o encontro opunha a Espanha à Itália.

Ainda antes da partida se iniciar, na habitual antevisão, o narrador teve uma intervenção repleta de sabedoria: "Vamos assistir a um jogo entre duas grandes equipas. Prevê-se um grande duelo ibérico." Espanha, Itália, duelo ibérico??? Algo não estava ali bem!

Será que ele queria dizer "duelo latino" e apenas se enganou? Ou será que, de repente, os heróis do mar e o nobre povo foram tomados pelos transalpinos e a nossa linda bandeira que já tem o verde e o vermelho viu-se subitamente invadida pela cor branca na zona central? É que eu não dei conta de nada!

Pois é, meus amigos, mas esta pessoa está no exercício da profissão e eu ainda não consegui regressar ao activo. Com tanta coisa que vejo, oiço e leio, sinto-me frustrado, confesso. No entanto, ainda assim, após este mero exemplo, entre tantos outros, apetece-me relembrar uma célebre tirada do Scolari e perguntar: e o burro sou eu?

PS - Fiquei indeciso em relação a colocar este texto na categoria 'para rir'. Talvez ficasse melhor num novo género 'para chorar'... Mas o melhor mesmo é levar a vida a rir!

Abraço/beijinhos

domingo, 19 de outubro de 2008

...

19/10/2000

Faz hoje oito anos.
Foi o pior dia da minha vida.
Jamais esquecerei aquela tarde cinzenta.
Foste embora.
Nada o fazia prever.
Partiste de forma abrupta.
Tinhas tanto tempo.
Mas o teu exemplo perdura aqui.
Orgulho-me de ter aprendido contigo.
Tenho saudades tuas e da tua contagiante boa disposição.
Infelizmente já não posso estar na tua companhia.
Mas as recordações de ti ninguém me pode tirar.
Nunca.
Como é usual dizer-se, 'recordar é viver'.
E tu vives na minha mente e no meu coração.
Agora e sempre.
Porque as pessoas só morrem por inteiro quando são esquecidas...

Aquele abraço para ti

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

QUERIAM FAZER-ME INVEJA?

Ficou concluída mais uma sondagem. Antes de mais, tenho a agradecer a todos os 70 votantes. Por um bocadinho, a sondagem não ficou naquele número mágico!!! Falando agora mais a sério, o número de votos cresce de sondagem para sondagem, o que me apraz registar.

Ironia das ironias, o único desporto que não posso praticar, dentro da lista que apresentei, foi aquele que obteve mais votos. Sim, assumo sem problemas: não sei nadar! Ok, é triste, eu sei. Mas, pronto, vivo bem com isso. Portanto, se queriam fazer-me sentir inveja, foi uma tentativa infrutífera e têm que meter a viola no saco! A natação foi, assim, o desporto mais votado, com 18 cliques (25%).

O futebol/futsal aparece no segundo posto das preferências, com 11 votos (16%), ligeiramente à frente dos desportos de ginásio e de outros desportos, ambos colheram uma dezena de cliques (15%).

Quanto às minhas preferências desportivas, recaem, sobretudo, no futebol/futsal (já estou ansioso pelo jogo de amanhã e podem ver que pela foto que tenho algum jeitinho. Aliás, depois do último pesadelo da Selecção, o Cristiano Ronaldo corava se me visse jogar!), no ténis, no atletismo (que não recebeu qualquer voto) e no yoga. Também gosto muito de praticar basquetebol, mas é raro fazê-lo, e voleibol, mas este só na praia e não em pavilhão. Da lista de modalidades que apresentei, apenas não experimentei as artes marciais, além da já mencionada natação.

Os resultados desta sondagem foram os seguintes:

1.º Natação 18 votos (25%)
2.º Futebol/Futsal 11 votos (15%)
3.º Desp. Ginásio 10 votos (14%)
4.º Outro desporto 10 votos (14%)
5.º Voleibol 6 votos (8%)
6.º Andebol 5 votos (7%)
7.º Basquetebol 4 votos (5%)
8.º Ténis 4 votos (5%)
9.º Artes marciais 2 votos (2%)
10.º Atletismo 0 votos (0%)

PS - Mas digam-me lá, quais os vossos desportos preferidos? (A resposta levantamento da caneca está, desde já, interditada!) E já agora, se tiverem ideias para futuras sondagens, aceito de bom grado!

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

UM FUTURO PROMISSOR... OU NÃO!

Na passada sexta-feira fui com uns amigos a um bar onde costumamos ir com relativa frequência. Não íamos lá há duas semanas e fomos surpreendidos pela mudança registada. E que alteração!

O espaço mudou de gerência e de nome, mas, numa primeira impressão, parece que a troca não augura nada de positivo para aquelas bandas. Vejam os 'tiros no pé':

- Escolhemos sentar-nos nuns sofás, mas fomos recambiados para uma mesa. Os sofás estavam reservados, sem qualquer indicação nesse sentido, e a mesa tinha três cadeiras e nós éramos quatro (tivemos que estar à espera que alguém saísse)! Nada mau, para começar!

- A empregada, e também dona do espaço, estava um bocadinho, digamos, atrofiada. Utilizo este adjectivo, uma vez que ela mostrou sempre boa cara e nunca expressou má-vontade. Talvez a experiência dela na função ainda não seja muita.
1.º - Trouxe-nos uns aperitivos que, repentinamente, levou, deixando uma amiga que se estava a deliciar com os salgadinhos de água na boca (Deixar uma pessoa com desejos é coisa feia, mesmo não se tratando do que uma senhora que traz uma criança no ventre!);
2.º - Levou também o cinzeiro, e não trouxe outro de volta, quando essa mesma amiga estava a fumar, o que me fez ir buscar outro na mesa ao lado (Grande falha! Onde será que ela queria que a minha amiga apagasse o cigarro?);
3.º - Apareceu com cinco cafés em vez dos quatro pedidos (Será que, com a quadra natalícia a aproximar-se, alguém tem a simpatia de oferecer um DVD da Rua Sésamo à moçoila?);
4.º - Fez uma grande confusão com o cartão de consumo, que ela própria preencheu, e bem, levando-o de volta e trazendo-o na mesma, claro! (nítido auto-atrofianço)

Mais tarde:

- Fomos jogar setas e, não sei se alguém responsável reparou, há ali um pilar que atrapalha um bocadinho. Não muito, mas um bocadinho! (Um bom pretexto para quem sai derrotado do jogo!).

- Por fim, como qualquer casa-de-banho moderna, também ali existem aqueles sensores que fazem com que a luz acenda ou apague automaticamente. Só que o do lado masculino estava meio marado. A luz acendia-se e apagava-se durante segundos a fio... (Imaginem alguma vez que foram à casa de banho e um primo mais novo se pôs a brincar com o interruptor. É mais ou menos isso. Além de irritar profundamente, depois, se a pontaria falhar, não se queixem!)

Mas, pronto, no final a rapariga até foi simpática e convidou-nos para, da próxima vez, irmos fazer um jogo de setas com ela. A ver vamos...

Será que corremos algum tipo de perigo se o fizermos? O que acham?

Abraço/beijinhos

terça-feira, 14 de outubro de 2008

HÁ COISAS INCRÍVEIS, NÃO HÁ?

Não tinha a intenção de escrever aqui hoje, mas vi-me 'obrigado' a partilhar isto com vocês. Depois do último 'post' este 'cai que nem ginjas'! Grande coincidência mesmo. Daí a razão de ser deste título!

Estava a estacionar o carro há bocado, quando, subitamente, oiço algo estranho. Olho para o lado e vejo três putos a olharem para trás e a rirem-se. O que teria acontecido? Pois bem, viro-me para trás e vejo um sinal de trânsito derrubado e, ao lado, um tipo embaraçado no interior de um automóvel.

O fulano pôs-se a 'milhas' enquanto o 'diabo esfrega um olho' e, como tinha a máquina fotográfica no carro, registei a façanha do indivíduo para vos mostrar. Apenas vos digo que, com tanto espaço para encostar a viatura, o tipo teve uma precisão do caraças! Com aquele potencial em termos de pontaria, até o Guilherme Tell, se calhar, ficava envergonhado...

Depois do texto de ontem, aqui fica a prova de que "aselha" é uma palavra que se escreve, lê e diz no feminino e no masculino!

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

"CAMBADA DE COXOS!"

Ontem. O meu estado de ressaca impedia-me de estar na plenitude das minhas capacidades físicas; o tempo estava cinzento e triste. Este não era, definitivamente, um cenário convidativo a saídas. Tudo se conjugava, portanto, para um daqueles domingos de anhanço caseiro.

Era essa a minha intenção. No entanto, ao final da tarde, fui incapaz de resistir mais. Não havia nada de interessante para ver no pequeno ecrã, apenas passavam aqueles filmes da treta, claramente típicos de domingo à tarde... Estava farto de estar em casa e a começar a dar em doido! Não me pude coibir a ir dar uma volta.

Fiz-me à estrada. Encontrei à minha frente o autocarro de uma equipa de futebol, que tinha vindo disputar um jogo aqui à zona. Se a qualidade do veículo era boa, já o mesmo não posso dizer da condução do mesmo. Bem, aquela mudança de faixa feita à toa... Para os atletas que gostam de sentir a adrenalina, deve ser fantástico andar naquele autocarro com o 'coração nas mãos'! Pela amostra, presumo que isso suceda de vez em quando...

Felizmente, parece que o meu anjinho da guarda anda constantemente atento. Sempre que apanho um 'nabo' ou 'nabiça' na estrada, lá vem ele 'segredar-me ao ouvido': "Cuidado, que este é um perigo". Graças ao meu desconhecido protector, tenho conseguido fugir das inadvertidas manobras do pessoal que tirou a carta na famosa 'Farinha Amparo'.

Mesmo nessas situações, consigo manter a calma. Não sou daqueles que começa logo a chamar nomes às progenitoras ou às mulheres dos condutores. Normalmente, a minha forma de criticar esse tipo de erros é aplaudir ironicamente. Ao ultrapassar o autocarro, ia já preparar-me para bater as palmas ao senhor. Todavia, não houve aplausos, uma vez que quem ia ao volante era uma senhora... Como a aselhice não gerou consequências, respeitosamente, acabei por me conter!

Sou dos homens que não defendem a ideia de que "mulher ao volante é perigo constante". Pelo contrário. Porém, neste caso, ao ver aquela manobra prodigiosa, digo claramente que aqueles jogadores correm um risco enorme: temo que a designação de "coxos" que os seus adeptos lhes dão, quando perdem, se estenda às outras pessoas e na forma literal do termo!

Abraço/beijinhos

domingo, 12 de outubro de 2008

ÁGUA, FONTE DE VIDA!

Sou uma pessoa moderada, pouco dada a grandes excessos. No entanto, esta noite confesso-vos que abusei um pouco.

Ao meu fígado - que tem sido principescamente tratado, quando comparado com outros que conheço -, apresento as minhas desculpas.

A vocês, amigos e leitores, apresento-vos uma foto, que já tirei há algum tempo, mas ainda não tinha colocado no blog. Para mim, esta mensagem hoje faz todo o sentido!



PS - De destacar igualmente que este fim-de-semana marcou o meu regresso ao futebol! Ah, uma coisa importante a frisar: quando bebo não conduzo! E vice-versa. É um princípio do qual não abdico. Nunca!

Abraço/beijinhos

sábado, 11 de outubro de 2008

E AO VER-TE, LISBOA, LISBOA...

Lisboa foi a cidade mais votada como preferida pelos visitantes do meu blog. A cidade das 'sete colinas' bateu a concorrência de forma folgada.

O facto de eu ser da capital, o que, logicamente, faz com que a maior parte dos meus amigos também seja, pode ter sido decisivo na dilatada vantagem alfacinha. Lisboa recebeu 21 votos, correspondentes a 42% da totalidade (50).

Leiria e Coimbra foram as outras cidades a ocupar um lugar nop 'top-3'. A cidade do Lis recolheu 12 votos (24%), enquanto que a dos estudantes somou 4 (8%).

No plano pessoal, Lisboa, Leiria e Aveiro são as minhas cidades preferidas. Um dia destes explico-vos a razão da minha predilecção por estas cidades.

Devo confessar ainda que me esqueci de incluir Évora nesta sondagem, era minha intenção fazê-lo, e que fiquei bastante satisfeito com o crescente aumento do número de votantes.

Fica aqui o apelo para que votem na próxima sondagem e a apresentação dos resultados desta:

1.º Lisboa, 21 votos (42%)
2.º Leiria, 12 votos (24%)
3.º Coimbra, 4 votos (8%)
4.º Aveiro e Castelo Branco, 3 votos (6%)
6.º Porto e Viseu, 2 votos (4%)
8.º Guimarães, Portimão e outra, 1 voto (2%)
11.º Braga e Faro, 0 votos (0%)

Abraço/beijinhos

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

CLASSE NO FEMININO!

Continuemos nas viagens do metro.

Caros amigos do sexo masculino, imaginem que vão naquele transporte em hora de ponta, tipo sardinha enlatada, e uma mulher linda e com boas medidas se vê obrigada a encostar o traseiro ao vosso corpo, a ponto de despertar aquela reacção física! Como reagiriam?

Caríssimas amigas do sexo feminino, imaginem que estão no papel da referida senhora e sentem ali um crescente volume repentino! Qual seria a vossa reacção?

Pois bem, conheço o fulano a quem isto aconteceu e, apesar de não ter culpa do sucedido (nós, homens, entendemos bem esta parte), ele conseguiu a proeza de ficar mais vermelho que a camisola do Benfica! Por sua vez, apercebendo-se do embaraço do jovem, a reacção da senhora foi de uma classe digna de se lhe tirar o chapéu. Antes de sair do metro, disse-lhe: "Desculpe".

Compreensiva, linda e com aquelas medidas boas... Qual o homem que não gosta de uma mulher assim?

Abraço/beijinhos

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

O RELÓGIO DESAPARECIDO...

No último 'post' falei de uma tentativa de roubo. Para não perder o fio à meada, vou continuar na senda dos assaltos. Nesse particular, o metro é, indiscutivelmente, um dos locais mais propícios a este tipo de ocorrências.

Uma idosa ia tranquilamente no metro e, de repente, olhou para o pulso e deu conta de que lhe faltava o relógio. Poderia imediatamente ter vindo à mente da senhora que se tinha esquecido dele em casa. Mas não...

O pensamento instantâneo da mulher foi que tinha sido alvo de um furto. Mas não ficou resignada. De tal forma que começou a olhar ao seu redor, a fim de encontrar o suposto ladrão. "Ai se o apanho... Ele vai conhecer o meu chapéu de chuva! Ai vai, vai...", terá pensado a idosa.

Infelizmente para um rapaz que seguia na composição ferroviária, a senhora desconfiou dele. Já não tirou os olhos dele e da mala que trazia, centrada na recuperação do seu precioso objecto.

A dado momento, o metro pára numa estação e o jovem sai. A mulher segue-o e dirige-se a ele. Apontando-lhe um chapéu de chuva, disse-lhe: "Dá-me esse relógio que tens aí dentro da mala." O rapaz ficou estupefacto e sem reacção, o que levou a idosa a dar-lhe umas valentes 'chapeladas'. E doeram mesmo! O amedrontado rapaz resolveu, então, tirar o relógio que tinha na mala, entregando-o à senhora.

Se estão a pensar que o pobre jovem é o mau da fita, estão redondamente enganados. Pelo contrário. Ele foi a vítima: entregou o relógio dele à idosa, pois pensava tratar-se de um assalto! O relógio da mulher, esse, tinha ficado só esquecido em casa...

Num ápice, e sem ter noção, a mulher passou do papel de assaltada para o de assaltante. E como ficou comprovado, tinha potencial para a coisa! Verdadeiramente fenomenal...

Abraço/beijinhos

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

UMA SUPER-MULHER!

Há ladrões que escolhem as vítimas erradas e acabam por ver o 'feitiço' virar-se contra o feiticeiro'. Este caso que vos vou contar é um exemplo disso mesmo.

Uma senhora, já perto dos 70 anos, foi surpreendida na rua por um larápio. O bandido fazia-se acompanhar por uma arma clássica nos dias de hoje, uma seringa, que, todavia, se revelou de uma ineficácia extrema.

"Passa para cá a carteira, velha!", ordenou o ladrão, ameaçando-a em seguida: "Espeto-te esta seringa contaminada com o vírus da SIDA". Contudo, ao contrário que seria normal acontecer, a mulher não ficou nada atemorizada com a situação: "Oh filho, então não sabes que o vírus da SIDA demora uma série de anos a desenvolver-se? Podes espetar! Olha, és tão novo, tens um futuro pela frente, por que não largas as drogas?"

Perante a resposta da senhora, o assaltante ficou sem qualquer moral para consumar o roubo e fugiu. Mas o mais engraçado foi que a história não morreu ali: o ladrão bem que teve que ter pernas para escapar da mulher, uma vez que ela desatou a correr atrás dele a gritar "oh filho, deixa-me pôr-te no caminho da luz...".

Que pena não existirem muitas senhoras como esta por aí... A polícia, por certo, agradecia. E nós também! Esta autêntica super-mulher merecia um aplauso. Sem dúvida. Não concordam?

Abraço/beijinhos

sábado, 4 de outubro de 2008

UMA SUGESTÃO

Para além dos blogs Rola a Bola (do qual sou autor) e Finta e Remata (onde sou cronista semanal), tive a oportunidade de escrever uma crónica desportiva na revista Futebolista. Assim sendo, para quem gosta de ler o que escrevo e, simultaneamente, gosta de futebol, aqui fica a sugestão: "O verdadeiro Clube Portugal", na edição de Outubro da publicação atrás referida. Para quem quiser, já está nas bancas. Espero que gostem...

Abraço/beijinhos

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

CACHORROS E BIFANAS COM MUITA QUALIDADE...

Madrugada. Norte do País. Chegam dois indivíduos, um deles acompanhado da namorada, a uma roulotte de cachorros e bifanas. O tipo que vinha com a namorada pediu imediatamente dois cachorros e afastou-se um pouco da roulotte. Volvidos uns instantes, o mesmo indivíduo aproximou-se novamente da roulotte e pediu duas bifanas para dois amigos que vinham a caminho. O senhor da roulotte disse-lhe que ainda ia demorar um pouco, mas ele disse que não havia problema, pois era o tempos dos amigos chegarem.

Passados uns minutos, o fulano desatou a correr em direcção à roulotte. "Cancele o pedido, cancele o pedido. Eles mandaram-se pelo monte abaixo e lixaram o carro todo", gritou. Posto isto, o jovem nada mais poderia fazer do que ir auxiliar os seus amigos acidentados.

Porém, debateu-se com alguns problemas. Em primeiro lugar, o amigo com o qual chegou não lhe quis emprestar o carro, que era mais rápido do que o dele, dizendo que o tinha na reserva - quando mais tarde abandonou o local com um arranque de primeira. Depois, o tipo teve que enfrentar ainda a irredutibilidade da namorada em abandonar o local sem comer o cachorro!

Conclusão: se o cachorro é assim tão bom naquela roulotte, a bifana deve ter também uma qualidade muito acima da média... Será que foi por isso que os dois amigos do tipo vinham na esgalha e se espetaram?

Abraço/beijinhos