quarta-feira, 24 de setembro de 2008

BREVE CRÓNICA DE UM VADIO

Voltei anteontem a casa e ontem à rotina normal, após três dias e quatro noites de vadiagem, num local que não importa agora revelar.

O mais importante de tudo foi ter tido a possibilidade de estar fisicamente com duas pessoas que gosto muito e que, infelizmente, estão separadas pela distância. Vivi situações e sensações fantásticas, outras de menor felicidade; ajudei e fui ajudado; pensei um pouco e ri muito (a noite de domingo foi memorável, repleta de gargalhadas, digna de um filme e de figurar no blog, mas apenas mais tarde, prometo!).

As noites foram dormidas num sofá e não numa cama. No entanto, nunca esquecerei aquele sofá, que me fará recordar sempre de todos os momentos de vadiagem ocorridos durante este tempo.

Enfim, o somatório de tudo só podia ser positivo, até por que penso que, além de me ter divertido, também cresci mais um pouco neste período. Valeu a pena! Sem dúvida.

Abraço/beijinhos

1 comentário:

a cusca :) disse...

vale sempre a pena :)
eh pah eu conheço esse sofá!!!!
beijinhos